Frase da semana:

"Aquele que aprende de Cristo, esvazia-se do próprio eu [...] e há silêncio na alma." (Ellen Gould White)

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Meditação Diária: "Mulher de Fé"

Porque o Poderoso me fez grandes coisas. Santo é o Seu nome. A Sua misericórdia vai de geração em geração sobre os que O temem. Lucas 1:49, 50

Através das gerações, tem havido inúmeros exemplos de mulheres de fé, mulheres que se apegaram a Deus durante seus desafios pessoais, e mulheres que exerceram fé para o bem da família, comunidade e nação. O mundo seria muito mais pobre sem a fé dessas mulheres. Tenho tido o privilégio de conhecer mulheres assim ao redor do mundo, mas gostaria de ter conhecido também algumas das notáveis mulheres de fé da Bíblia. Teremos essa oportunidade no Céu.

Nesta época do ano, é inspirador considerar o exemplo da mãe de Jesus, Maria. Não sabemos que idade tinha – podemos supor que fosse uma adolescente quando o anjo lhe apareceu, mas ela já havia cultivado uma vida de fé. Todas as moças judias devem ter sonhado em ser a mãe do Messias, mas não creio que alguma delas tenha sonhado em ser mãe solteira. Todavia, mesmo depois de ter tido tempo para pensar nisso, ela pôde dizer: “A minha alma anuncia a grandeza do Senhor. O meu espírito está alegre por causa de Deus, o meu Salvador” (Lucas 1:47, NTLH).

Muitas pessoas já notaram que o cântico de Maria, conhecido como Magnificat, tem paralelos com o cântico de Ana, em 1 Samuel 2. Isso significa que, numa época em que a maioria das mulheres não sabia ler e não estudava, Maria conhecia bem as Escrituras, o alicerce da fé. Ela também era corajosa. Desafiou os abusos da sociedade dos seus dias: “Ele realizou poderosos feitos com Seu braço; dispersou os que são soberbos no mais íntimo do coração. Derrubou governantes dos seus tronos, mas exaltou os humildes. Encheu de coisas boas os famintos, mas despediu de mãos vazias os ricos” (Lucas 1:51-53, NVI).

Embora Zacarias tivesse duvidado quando o anjo lhe apareceu e anunciou o nascimento de João Batista, Maria parece ter aceitado o que ele lhe disse, apesar de ter perguntado como aconteceria tal coisa – ela sabia como são concebidos os bebês. Sua reação, mais uma vez, foi de fé: “Sou serva do Senhor; que aconteça comigo conforme a Tua palavra” (v. 38, NVI). Ela foi um exemplo vivo da verdade segundo a qual “nada é impossível para Deus” (v. 37, NVI). Todas nós podemos crer como Maria – então, todas seremos mulheres de fé.

Um comentário:

  1. Nossa! sensacional .... Que assim Seja! Um Beijo - Luci

    ResponderExcluir